Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

N Dicas

As melhores dicas de finanças, automóveis, emprego, formações, saúde e lifestyle!

N Dicas

As melhores dicas de finanças, automóveis, emprego, formações, saúde e lifestyle!

Apendicite: Sintomas, Causas e Tratamento

Hoje vamos falar sobre apendicite aqui pelo N Dicas! A apendicite aguda pode ser crónica, pode requerer cirurgia e há aspetos a ter em conta no tratamento pós operatório. É importante também perceber os sintomas da apendicite infantil e o mais comum na generalidade são gases.

 

Trata-se de um tema bastante delicado que requer alguma atenção e por isso mesmo decidimos desvendar o que é realmente a apendicite, quais os seus sintomas, causas, possíveis tratamentos e cuidados a ter quando surge uma apendicite.

 

apendicite-sintomas-causas-tratamentos.jpg

 

Assim como o próprio nome indica, a apendicite é uma inflamação do apêndice, para quem tem alguma dificuldade em situar, podemos adiantar que é uma região do intestino grosso.

 

Esta inflação da apêndice pode surgir por duas razões, obstrução por gordura e/ou fezes ou através de uma infecção gastrointestinal causada por um vírus.

 

A apendicite é normal surgir entre os 10 e os 30 anos de idade, sendo que a intensidade dos sintomas variam de pessoa para pessoa. Os sintomas mais comuns da apendicite são as seguintes: dor abdominal junto ao umbigo que se intensifica à medida que se movimenta, estas dores pode ser acompanhadas por vómitos, náuseas, perdas de apetite e dores de cabeça. Se as dores forem do lado direito e se tornarem mais intensas e agudas, não hesite em contactar o médico.

 

Sobre os tratamentos da apendicite fica a saber que não há qualquer tipo de tratamento caseiro, o comportamento mais correcto é dirigir-se para um hospital e falar com um médico porque normalmente a apendicite é tratada com cirurgia na hora. É-lhe removido o apêndice e é feito o tratamento necessário para a limpeza de pus acumulado! Se tem dores muito fortes não hesite em dirigir-se ao hospital, é o melhor que tem a fazer pela sua saúde e por si.

Os Melhores Substitutos do Sal, Leite, Açúcar e Café

Quando falamos em alimentação saudável vem logo à ideia o corte do sal, leite, açúcares, café, bebidas gaseificadas etc. Hoje vamos falar sobre os substitutos dos sal, leite, açúcares e café, porque afinal de contas cortar a tudo não é solução e é possível adquirir estes nutrientes através de outros alimentos.

 

A começar pelo sal, experimente trocar o sal refinado pelo sal marinho integral que contem cerca de 40 minerais diferentes. Se porventura não quer mesmo colocar qualquer tipo de sal na sua refeição, opte pelos temperos naturais como o alho, a cebola, cominhos, por um mix de ervas aromáticas como o alecrim, orégãos, louro, tomilho e salsa.

 

substitutos-sal.jpg

 

 

Além destas duas hipóteses, ainda tem uma terceira que é a salicórnia, também conhecida como sal verde ou espargos do mar.

 

Passando agora a falar sobre os substitutos do leite, cada vez existem mais pessoas intolerantes às propriedades do leite e por isso mesmo, os substitutos podem ser excelentes formas de combater este problema. Em vez do típico leite de vaca, podemos substituir pelo leite de amêndoas, leite de arroz, leite de soja, leite de coco e o leite de aveia.

 

substitutos-leite.jpg

 

Qualquer um destes tipos de leite consegue fornecer os nutrientes e proteínas necessárias como o leite de vaca.

 

Relativamente ao açúcar já é preciso ter algum cuidado, principalmente para as pessoas que apresentam diabetes. O açúcar pode ser substituído pelo mel (Atenção! Apesar de ser constituído por frutose e glicose apesar alto valor calórico e quando é aquecido perde propriedades), açúcar mascavo (Menos calórico e mais nutritivo), açúcar orgâncio (sem qualquer aditivo químico) e adoçante.

 

substitutos-açucar.jpg

 

O café quando é tomado em excesso também faz mal ao organismo, por isso, uma excelente forma de proteger a sua saúde é optar pelos substitutos do café: Erva-mate que se consome como o chá, Maca que é da família dos nabos e das couves, cacau cru e Ginseng que é raiz bastante utilizada na medicina natural e que também se consome como o chá.

 

substitutos-cafe.jpg

Cursos com maior saída/empregabilidade de trabalho em 2017

Já a pensar na época das candidaturas à faculdade, decidimos abordar a questão dos cursos com mais mercado de trabalho em 2017. Afinal de contas, para investir na educação, que seja em áreas que além de despertar interesse tenham alguma oferta de trabalho.

 

Os cursos com mais mercado de trabalho em 2017 que dispararam para os primeiros lugares, são áreas relacionadas com as engenharias, tecnologias da comunicação e áreas com perfil comercial.

 

A área de comunicação e marketing a nível de recrutamento subiu a sua percentagem para os 16%, assim como a área de hotelaria que disparou nos últimos anos.

 

cursos-e-mercado-de-trabalho.jpg

 

Programador informático e técnico comercial são também alguns dos cursos que apresentam mais mercado de trabalho em 2017.

 

Apesar destas áreas serem as que mais se destacam a nível de estudos e estatísticas, é bom salientar que nenhum estudante deve ser forçado a tirar uma formação superior numa área em que não se sente realizado. Esta é a nossa lista dos cursos com mais mercado de trabalho em 2017, contudo, um estudante só consegue ser realmente bom naquilo que faz se existir paixão pela área. Note-se que no mesmo estudo sobre os cursos com mais saídas profissionais, constatou-se que em 2017 73% das pessoas não se sentem realizadas com o trabalho laboral e que 71% esperava mudar de emprego num curto espaço de tempo.

 

Se ainda é jovem e está à procura da área certa ou se é pai e está à procura de informação para divulgar junto dos seus filhos, por favor, tenha em consideração as motivações e ambições. Não se foque apenas em dados estatísticos sobre os cursos com mais mercado de trabalho em 2017!

Tipos Diabetes: Sintomas, Causas e Tratamento

A diabetes é uma doença silenciosa e por isso mesmo hoje decidimos abordar esta questão porque muitas pessoas apresentam esta doença e nem sequer se apercebe.

 

A causa dos diferentes tipos de diabetes é a mesma, ou seja, tendo em conta que é a insulina que controla os níveis de glicose no sangue, a falta ou deficiência dela no nosso organismo é o que provoca a diabetes. Normalmente a diabetes está diretamente relacionada com o estilo de vida das pessoas, com o stress diário que as pessoas apresentam, com a alimentação processada baseada em sódio e açúcares.

 

Quais os sintomas da diabetes? Há aqui uma questão muito importante a salientar que é a existência de diferentes níveis desta doença: Diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2.

 

diabetes-causas-sintomas-tratamento.jpg

 

Os sintomas da diabetes do tipo 1 são as seguintes: Cansaço, sede excessiva, fraqueza, emagrecimento repentino, mudanças de humor, nervosismo e muita vontade de urinar diversas vezes.

 

Os sintomas da diabetes do tipo 2 são ainda mais profundos e normalmente sente-se mais no corpo, nomeadamente dores nas pernas, náuseas, alterações visuais, vontade de urinar com mais frequência, muita sede, fome e o processo de cicatrização das feridas é mais demorado que o habitual. Tenha sempre muita atenção aos sintomas porque os do tipo 2 são mais silenciosos que o tipo 1. É algo que vai perdendo e não se apercebe!

 

Como tratar a diabetes? Esta é uma doença crónica, ou seja, os cuidados redobrados com a alimentação, estilo de vida e gestão emocional têm de ser constantes. Não leve esta doença como algo leve, porque pode trazer riscos sérios para o organismo e pode mesmo ser motivo de morte.

 

Fazer exercício físico, praticar alguma actividade de lazer que relaxe, evitar doces e alimentos com muitos hidratos de carbono, ingerir mais frutas e legumes (evite bananas, cerejas e uvas devido ao seu alto teor de açúcar), comer pouco e várias vezes ao dia são algumas dicas que deve ter em conta durante o tratamento da diabetes. Cuide mais de si , invista tempo livre para relaxar e diminuir os níveis de stress. Qualquer dúvida que surja não hesite em contactar o seu médico!