Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

N Dicas

Se são dicas passa pelo N Dicas!

N Dicas

Se são dicas passa pelo N Dicas!

  • Apendicite: Sintomas, Causas e Tratamento

    Hoje vamos falar sobre apendicite aqui pelo N Dicas! A apendicite aguda pode ser crónica, pode requerer cirurgia e há aspetos a ter em conta no tratamento pós operatório. É importante também perceber os sintomas da apendicite infantil e o mais comum na generalidade são gases.

     

    Trata-se de um tema bastante delicado que requer alguma atenção e por isso mesmo decidimos desvendar o que é realmente a apendicite, quais os seus sintomas, causas, possíveis tratamentos e cuidados a ter quando surge uma apendicite.

     

    apendicite-sintomas-causas-tratamentos.jpg

     

    Assim como o próprio nome indica, a apendicite é uma inflamação do apêndice, para quem tem alguma dificuldade em situar, podemos adiantar que é uma região do intestino grosso.

     

    Esta inflação da apêndice pode surgir por duas razões, obstrução por gordura e/ou fezes ou através de uma infecção gastrointestinal causada por um vírus.

     

    A apendicite é normal surgir entre os 10 e os 30 anos de idade, sendo que a intensidade dos sintomas variam de pessoa para pessoa. Os sintomas mais comuns da apendicite são as seguintes: dor abdominal junto ao umbigo que se intensifica à medida que se movimenta, estas dores pode ser acompanhadas por vómitos, náuseas, perdas de apetite e dores de cabeça. Se as dores forem do lado direito e se tornarem mais intensas e agudas, não hesite em contactar o médico.

     

    Sobre os tratamentos da apendicite fica a saber que não há qualquer tipo de tratamento caseiro, o comportamento mais correcto é dirigir-se para um hospital e falar com um médico porque normalmente a apendicite é tratada com cirurgia na hora. É-lhe removido o apêndice e é feito o tratamento necessário para a limpeza de pus acumulado! Se tem dores muito fortes não hesite em dirigir-se ao hospital, é o melhor que tem a fazer pela sua saúde e por si.

    Tipos Diabetes: Sintomas, Causas e Tratamento

    A diabetes é uma doença silenciosa e por isso mesmo hoje decidimos abordar esta questão porque muitas pessoas apresentam esta doença e nem sequer se apercebe.

     

    A causa dos diferentes tipos de diabetes é a mesma, ou seja, tendo em conta que é a insulina que controla os níveis de glicose no sangue, a falta ou deficiência dela no nosso organismo é o que provoca a diabetes. Normalmente a diabetes está diretamente relacionada com o estilo de vida das pessoas, com o stress diário que as pessoas apresentam, com a alimentação processada baseada em sódio e açúcares.

     

    Quais os sintomas da diabetes? Há aqui uma questão muito importante a salientar que é a existência de diferentes níveis desta doença: Diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2.

     

    diabetes-causas-sintomas-tratamento.jpg

     

    Os sintomas da diabetes do tipo 1 são as seguintes: Cansaço, sede excessiva, fraqueza, emagrecimento repentino, mudanças de humor, nervosismo e muita vontade de urinar diversas vezes.

     

    Os sintomas da diabetes do tipo 2 são ainda mais profundos e normalmente sente-se mais no corpo, nomeadamente dores nas pernas, náuseas, alterações visuais, vontade de urinar com mais frequência, muita sede, fome e o processo de cicatrização das feridas é mais demorado que o habitual. Tenha sempre muita atenção aos sintomas porque os do tipo 2 são mais silenciosos que o tipo 1. É algo que vai perdendo e não se apercebe!

     

    Como tratar a diabetes? Esta é uma doença crónica, ou seja, os cuidados redobrados com a alimentação, estilo de vida e gestão emocional têm de ser constantes. Não leve esta doença como algo leve, porque pode trazer riscos sérios para o organismo e pode mesmo ser motivo de morte.

     

    Fazer exercício físico, praticar alguma actividade de lazer que relaxe, evitar doces e alimentos com muitos hidratos de carbono, ingerir mais frutas e legumes (evite bananas, cerejas e uvas devido ao seu alto teor de açúcar), comer pouco e várias vezes ao dia são algumas dicas que deve ter em conta durante o tratamento da diabetes. Cuide mais de si , invista tempo livre para relaxar e diminuir os níveis de stress. Qualquer dúvida que surja não hesite em contactar o seu médico!

    Azia: Sintomas, Causas, Tratamento e Alimentos a evitar!

    Qual o melhor tratamento para azia? Este é o pensamento que nos ocorre sempre que ficamos com sintomas de azia no estômago.

     

    A verdade é que quando os sintomas da azia são constantes, o mais certo é levar algumas dicas a sério para não se tornar num problema ainda mais grave.

     

    Tudo começa com alguns alimentos que supostamente o nosso organismo não suporta, provocando um refluxo de ácido, que consequentemente recua para o esófago e nos dá a sensação de desconforto.

     

    azia-sintomas-tratamento-alimentos.jpg

     

    Como tratar da azia? É por isso mesmo que hoje decidimos abordar este tema, vamos dar algumas dicas de como atenuar os sintomas da azia de uma forma bem natural e sem consumir medicamentos.

     

    Dicas super importantes: Se estiver com azia não coma em excesso, opte por refeições mais leves e não se deite após a refeição, deste modo evitar que o ácida fuja para o esófago.

     

    Bebidas e alimentos a evitar quando tem azia: Existem algumas dicas que circulam por aí e que na verdade não são nada saudáveis, como por exemplo, o leite, o tomate e os rebuçados de mentol pode aliviar o ardor que tem no esófago, mas são alimentos que ajudam a produzir mais ácido para o estômago. Por isso, evite-os!

     

    Jantar mais cedo é uma das sugestões para evitar a azia. Não deve efectuar a refeição duas horas e meia antes de ir dormir, o estômago ainda está a trabalhar e precisa da gravidade certa para terminar a digestão.

     

    Outra dica super importante para evitar a azia no estômago é tentar levar uma vida mais sossegada, tendo em conta que o stress pode aumentar a produção de ácidos no estômago.

     

    Outros alimentos que deve testar e ver como reage o seu estômago são os citrinos, o sumo dos limões e das laranjas deve ser testado antes de ser descartado, uma vez que o ácido destes alimentos não é comparável como o ácido do estômago. O segredo está em manter o estômago alcalino para evitar problemas mais graves. Se porventura tem azias constantes, o mais correcto é fazer uma visita ao seu médico e procurar aconselhamento. Evite ingerir medicamentos sem aconselhamento médico.

    Tratamento da Celulite: Receitas para Eliminar a "Casca de Laranja"

    Quando chega o verão, uma das maiores preocupações do sexo feminino é a redução da celulite. Começa a procura das melhores receitas para eliminar a celulite, os melhores produtos para aliar à alimentação saudável e a procura dos melhores exercícios físicos para reduzir a casca de laranja.

     

    como-eliminar-celulite-tratamento.jpg

     

    A pensar nessa questão, hoje decidimos dar-vos algumas dicas das melhores receitas para eliminar a celulite. São receitas bastante fáceis e rápidas que apesar de não fazerem milagres, irão certamente ajudar a reduzir alguma casca de laranja e a preparar o corpo para os dias mais quentes do ano.

     

    Toca a pegar num bloco de notas e vamos lá tomar nota das melhores receitas para eliminar a celulite:

     

    Receita nº 1 para eliminar celulite

     

    Ingredientes: ½ litro de azeite oliva extra virgem e 5 colheres de sopa de alecrim fresco

     

    Como fazer a receita? É muito simples.

     

    1) Basta colocar o alecrim e o azeite num recipiente, para que o azeite tape todo o alecrim.
    2) Tape o recipiente e utilize o preparado uma semana depois.
    3) Utilize a receita diariamente em movimentos circulares e retire o excesso com uma toalha.

     

    Receita nº2 para eliminar a celulite

     

    Ingredientes: 20gr de argila verde (uso caseiro), 7 gotas de óleo essencial de amêndoa e água mineral.

     

    Como fazer a receita?

     

    1) Misturar todos os ingredientes, formar uma pasta espessa e aplicar.
    2) Deixar atuar durante 30 minutose enxaguar;
    Nota – Pode utilizar esta receita duas vezes por semana.