Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

N Dicas

As melhores dicas de finanças, automóveis, emprego, formações, saúde e lifestyle!

N Dicas

As melhores dicas de finanças, automóveis, emprego, formações, saúde e lifestyle!

  • Micose nos pés: Como tratar?

    Basta estar com os pés no chão em piscinas públicas, casas de banho ou outra superfície menos limpa para a apanhar uma boa micose. Como tratar a micose nos pés? É exactamente sobre isto que vamos falar agora no N Dicas.

     

    micose-nos-pes-como-tratar-2.jpg

     

    Além do aspecto feio com que nos deixa os pés, é uma doença desagradável que acaba por nos afectar o psicológico também. Existem pelo menos 100 tipos de fungos portadores da micose e este pequeno vírus adoram instalar-se em pés húmidos e mornos. Por isso já sabe, assim que sair do banho, limpe bem os seus pés.

     

    Se for uma micose profunda, a visita a um especialista pode ser o mais indicado, contudo, na maioria dos casos é algo superficial e pode perfeitamente ser tratado em casa.

     

    Existem algumas dicas para prevenir a micose nos pés ou o tão chamado pé de atleta, como por exemplo: Evitar partilhar as toalhas, evitar andar com os pés no chão em vestiários públicos, chuveiros, separe as meias dos lençóis, troque de meias todos os dias, colocar os pés em água morna todos os dias e secar muito bem entre os dedos.

     

    Se já tem micose, aposte num bom creme anti-fúngico de venda livre em farmácias ou então faça a seguinte receita caseira em casa: Retirar todo o sumo de 1 limão, cortar meia cebola e juntar 1 dente de alho juntamente com um pouco de alfafa e amassar tudo muito bem, por fim junte 2 cl de azeite de oliva e aplique esta mistura nos pés durante todas as noites até melhorar.

     

    Evite andar com calçado fechado, coloque os pés ao ar livre e ao sol! É bem verdade que os nossos pés precisam de respirar e apanhar um pouco da vitamina D que o sol nos proporciona.

     

    Em caso de micose mais grave, não hesite em contactar o seu médico.

     

    micose-nos-pes-tratamento-necessario.png

    Vai ao médico em Horário de Trabalho? Tudo o que precisa de saber!

    Todos nós temos direito a ficar doente e ser obrigados a fazer uma visita ao médico em horário de trabalho. Contudo, existem sempre algumas regras que devemos ter sempre em conta e que por vezes não nos são bem explícitas.

     

    Hoje decidimos mencionar aqui algumas questões relacionadas com o médico em horário de trabalho e desvendar tudo o que precisamos de saber relativamente a esta questão.

     

    medico-em-horario-de-trabalho-condiçoes.jpg

     

    Vamos começar pelo mas básico, é normal ter dúvidas se esta poderá vir a ser uma falta justificada ou injustificada.

     

    Pois bem, considera-se uma falta a ausência do trabalhador no local em que deveria desempenhar as suas funções no horário indicado, no entanto, se apresentar uma justificação passada pelo posto médico é considerada uma falta justificada. Por isso nunca se esqueça de pedir a folha de presença no posto médico.

     

    A comunicação ao seu superior deverá ser com um mínimo de 5 dias de antecedência. Se porventura for algo do momento, deve informar assim que possível. Se não avisar da sua ausência ou não indicar o motivo da mesma, a sua falta será considerada injustificada.

     

    Muitas pessoas ficam na dúvida se realmente é necessário provar que se esteve no posto médico. Esta é uma questão que já diz respeito ao seu superior! Nos 15 dias seguintes à comunicação da ausência, o chefe pode exigir-lhe que prove a falta com um atestado médico.

     

    Mas tome nota, se apresentar uma declaração falsa ou fraudulenta, pode perfeitamente ser despedido por justa causa.

     

    Pode perder a remuneração? Pode acontecer. Não viola os deveres de assiduidade mas pode ser uma consequência pela sua ausência. Não se esqueça que se essa falta for dada num dia ou meio-dia antes de um feriado ou momento de descanso, pode ser considerado uma falta grave.

     

    Pode evitar a perda da remuneração? Sim pode perfeitamente, tem de renunciar a um dia das suas férias e mencionar essa questão por escrito ao seu superior.

     

    Outra questão muito importante para quem vai ao médico em horário de trabalho é saber qual o número máximo de faltas que pode dar nos termos legais.

     

    Relativamente a esta questão o código do trabalho não estipula nenhum número de dias mensal, no entanto, apresenta a lei para assistência aos filhos. Ou seja, o trabalhador pode faltar 30 dias para assistência a filhos com menos de 12 anos ou com doenças crónicas, 15 dias para assistência a filhos com mais de 12 anos ou assistência a um membro do agregado familiar.

     

    medico-em-horario-de-trabalho-tudo-o-que-precisa-d

    Insónias - Sintomas, Causas e Tratamentos

    O sono é algo que ocupa cerca de um terço da nossa vida e além de ser algo essencial para a recuperação física e mental do ser humano, a realidade dos medicamentos para dormir é uma realidade cada vez presente e consequentemente preocupante.

     

    Hoje aqui pelo N Dicas decidimos abordar a questão das insónias, falar sobre os seus sintomas, as suas causas e encontrar métodos de tratamentos de insónias, sem recorrer aos medicamentos.

     

    insonias-causas-sintomas-tratamentos.jpg

     

    As insónias podem ser definidas de diversas formas, como por exemplo, as insónias iniciais que se traduzem na dificuldade inicial em adormecer, as insónias intermédias que se traduzem na dificuldade em manter o sono, acordar muito cedo caracteriza-se pela insónia terminal ou ainda a insónia causada através da má qualidade do sono.

     

    As causas das insónias normalmente estão relacionadas com o stress situacional, seja por questões financeiras, profissionais e pessoais ou com o stress ambiental, ou seja, demasiado ruído no local do descanso ou uma luz demasiado intensa que não deixa dormir.

     

    Os sintomas das insónias não são nada bons para o ser humano, normalmente estes indivíduos demonstram maior variação de humor e mais ansiedade.

     

    As insónias tiram produtividade ao ser humano e podem conduzir ao cansaço excessivo e consequentemente depressão.

     

    Existem diversas dicas que funcionam como verdadeiros tratamentos para as insónias. Se os colocar em prática é bem provável que aumente a sua qualidade do sono e consequentemente a sua qualidade de vida.

     

    Evitar tomar café, fumar e ingerir bebidas alcoólicas é uma forma de evitar as insónias, tendo em conta que o efeito destas substâncias dura até 8 horas.

     

    Evitar refeições muito pesadas à noite e praticar exercícios 5/6 horas antes de dormir. Não faça durante a noite porque senão o seu metabolismo fica muito acelerado.

     

    Evitar estar ao computador, telemóvel ou outro dispositivo qualquer pelo menos meia hora antes de dormir. As luzes das tecnologias despertam-nos e afugentam o sono.

     

    Experimente dormir num ambiente com pouca luz, com silêncio e temperatura moderada.

     

    Se tentar seguir estas dicas, acreditamos que a qualidade do seu sono vá melhorar.

     

    insonias-como-combater-sintomas-causas.jpg

    Baixa Médica: Tudo o que deve saber!

    Se tem dúvidas relativamente à baixa médica não se preocupe, hoje aqui pelo N Dicas vamos desvendar tudo o que precisa de saber para colocar a sua baixa médica.

     

    Em primeiro lugar, para ficarmos bem a par da situação, uma baixa médica é apresentada como um subsídio de doença que está previsto como um direito para os trabalhadores em caso de incapacidade temporária.

     

    baixa-medica-tudo-o-que-precisa-saber-2.jpg

     

    Para não existirem confusões entre as diversas actividades laborais, a Segurança Social elaborou uma lista, onde enumera os utentes que estão aptos a receber a baixa médica:

    - Trabalhadores por conta de outrem (a contrato);
    - Trabalhadores independentes (a recibos verdes ou empresários em nome individual);
    - Utentes em situação de pré-reforma;
    - Utentes que estejam a receber indemnizações por acidente de trabalho ou doença profissional;
    - Trabalhadores com seguro social voluntário.

     

    Quais são os procedimentos para receber a baixa médica?

     

    Em caso de doença ou incapacidade o seu médico de família emite um Certificado de Incapacidade Temporária (CIT), que será devidamente reencaminhado às três partes, ou seja, à Segurança Social, à entidade empregadora e ao trabalhador).

     

    Se o processo avança de forma electrónica, o utente não tem que entregar qualquer tipo de papel. Caso o médico passe uma certificação manualmente o utente tem que o entregar à Segurança Social num prazo de cinco dias úteis a contar a partir da data da emissão.

     

    Quais são os diferentes tipos de baixas médicas?

     

    Existem cinco baixas médicas diferentes, e são elas as seguintes: baixa médica por doença, por licença de maternidade, assistência aos filhos, assistência a netos e doença profissional.

     

    Quanto se recebe pela baixa médica?

     

    O valor da baixa é calculado consoante o período de tempo em que esteja de baixa. Por exemplo:

    - Se estiver 30 dias de baixa, recebe 55% do valor base da sua remuneração;
    - Se estiver entre 31 a 90 dias, a percentagem sobe para 60%;
    - Para períodos entre 91 dias e os 365 a percentagem sobe para os 70%
    - Em casos extremos em que a baixa dure mais de 365 dias, o utente pode usufruir um total de 75% da remuneração base.

     

    baixa-medica-tudo-o-que-precisa-saber-3.jpg